Título da historia

A história da Toyota Bandeirante

Veja créditos no final dos tópicos à direita da página
Tópico nº 1

A Toyota Bandeirante foi inicialmente montada no Brasil, sob o nome Land Cruiser FJ-251 (Série J5), a partir de 23 de janeiro de 1958.

09/11/2017 - Wikipédia


Toyota Bandeirante é um modelo de automóvel de tração nas quatro rodas da montadora japonesa Toyota, sendo encontrado como jipe curto ou longo e picapes com e sem caçamba.
Em outros países também é conhecido como série J4 da linha Land Cruiser.

Assim, o Land Cruiser brasileiro passou a ser a série J5, em contraste com a série J4 japonesa. Mas a série J5 que designa o Land Cruiser brasileiro não pode ser confundida com a série J5 do Land Cruiser japonês, um Station Wagon (perua longa com quatro portas que nos anos 60 foi produzida principalmente para o mercado norte-americano, onde obteve um considerável sucesso).

Em 23 de janeiro de 1958 estabelecia-se a Toyota do Brasil Indústria e Comércio Ltda., subsidiária da empresa japonesa. Ainda com sede no bairro do Ipiranga, na capital paulista, começava a montar o Land Cruiser FJ-251 em maio do ano seguinte pelo sistema de conjuntos CKD (completely knocked-down, completamente desmontados).
O Toyota brasileiro era um jipe de 3,83 metros de comprimento, 2,28 metros entreeixos e 1.450 kg de peso. Podia acomodar -- modo de dizer, já que o conforto era mínimo -- seis pessoas em dois assentos inteiriços, enquanto dois bancos traseiros laterais aumentavam a capacidade para sete a nove pessoas.


O motor Toyota 2F a gasolina, de seis cilindros e 4,0 litros, o levava a pouco mais de 100 km/h.


Primeira atividade deste tipo fora da matriz japonesa, duraria até ser inaugurada a fábrica de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, em novembro de 1962.

A fabricação do Bandeirante no Brasil foi nacionalizada a partir de novembro de 1962. A produção só se encerrou em novembro de 2001.



Nesse período, o mais longo que um mesmo modelo de automóvel já teve de produção no Brasil, foram montadas 103.750 unidades, que sobem para 104.621 se somados os Land Cruisers montados em CKD.

É conhecido pela sua robustez e capacidade de se deslocar em terrenos desfavoráveis aos automóveis de passeio.
De 1958 a 1962, foi equipado com o motor 2F da Toyota, um 4.0 de baixa rotação a gasolina, com 6 cilindros e que desenvolvia 110 cv a 2000 rpm.
Logo se viu, porém, que a gula por gasolina desse motor diminuía o alcance do veículo excessivamente, tornando-o inviável para o interior brasileiro daqueles anos.

Assim, com a nacionalização da fabricação em 1962, o modelo foi renomeado Toyota Bandeirante e equipado com o motor OM-324 (algumas fontes afirmam o motor ter sido um OM-326) da Mercedes-Benz, um 3.4 a diesel com quatro cilindros que desenvolvia 78 cv a 3000 rpm e que rendeu o apelido de "Britadeira" ao veículo.

Em 1973, o OM-324 foi seguido pelo OM-314, também da Mercedes-Benz. O OM-314 é um 3.8 de quatro cilindros a diesel que desenvolve 85 cv a 2.800 rpm. Esse motor ficaria até 1990, ano em que foi substituído por outro motor Mercedes-Benz, o OM-364.
O OM-364 é um 4.0 a diesel, cuja potência é de 90 cv a 2800 rpm.
Foi por causa dos motores OM (Öl Motor) da Mercedes-Benz que a linha Bandeirante de 1962 a 1994 seria chamada de série OJ5.

O ano de 1994 marcaria o fim dos motores da Mercedes-Benz: nesse ano, o Bandeirante passou a ser equipado com o propulsor Toyota 14B, um 3.7 com quatro cilindros, sempre a diesel, que chega a 96 cv a 3.400 rpm.

Tópicos da historia
A Toyota Bandeirante foi inicialmente montada no Brasil, sob o nome Land Cruiser FJ-251 (Série J5), a partir de 23 de janeiro de 1958.
1959 - Somente montagem no Brasil - CKD
1960 a 1961
1962 Jipe Com capota de lona, com capota de aço, perua e camioneta.
1963 Dois novos
1965 TB51L3
1964 - Perua Bandeirante modelo TB4IL e Jipe modelo TB25L
1966? (entre 1962 e 1968):
1968 - OJ40L - OJ40LV - OJ40LV-B - OJ45LP-B
1970 - Perua e Jipe Toyota - Avaliação Revista 4 Rodas
1973 - Motor OM-314 OJ50L - OJ50LV - OJ50LV-B - OJ55LP-B
entre 1973 e 1989:
1980 Lenta evolução
1985 - painel de instrumentos mais completo
1989 - OJ50L - OJ50LV - OJ50LV-B - OJ55LP-B - OJ55LP-B3 - OJ55LP-BL - OJ55LP-BL3 - OJ55LP-2BL
1987 - Toyota roda mais de 1 milhão de km
1988 - O Toyota passa
1989 Fera à solta
1990 - motor modelo OM-364
1992 o novo emblema frontal da marca
1993 o câmbio de cinco marchas
1994 - A novidade do motor 14B Toyota
1999 - BJ55LP-2BL4
2001- Depois de quatro décadas, o envelhecimento tirou de linha o jipe japonês, um desbravador de caminhos
Créditos da pesquisa